A Prefeitura de Mateus Leme realiza oficinas terapêuticas aos 15 usuários da Saúde Mental, uma vez por semana – nas quintas-feiras, de 9h às 11h. A iniciativa é ministrada pela enfermeira e coordenadora da unidade, além de uma psicóloga.

No espaço, os usuários têm a oportunidade de trabalhar com a terra, por meio de horta e cultivo de plantas ornamentais.

O objetivo da atividade é fortalecer os laços afetivos e a prática do trabalho em conjunto. Além disso, a oficina contribui para auxiliar na interação com as demais pessoas do convívio diário, como os familiares e a comunidade em geral onde o usuário está inserido. Também faz parte da prática, a promoção da paciência e do cuidado com os seres vivos.

Para a coordenadora da Saúde Mental, Carla Alessandra, as oficinas são essenciais para a autonomia do usuário, além de estimular a inclusão social e a reabilitação psicossocial. "As oficinas são instrumentos que, na sua plenitude, acolhem a crise, amenizando seus efeitos e colaborando significativamente com a construção de um projeto terapêutico singular”.

Ainda, segundo Alessandra, a oficina faz com que “os usuários entendam as dificuldades de outros usuários e se ajudem mutuamente, além de possibilitar, não só atividades de ‘lobos’, mas que, no final, eles transfiram as novas possibilidades à vida cotidiana”, concluiu.